Artigos Técnicos


O EAM


Temos nos deparado com muitas discussões sobre o modelo de gestão da manutenção aplicado nas empresas.

Temos nos deparado com muitas discussões sobre o modelo de gestão da manutenção aplicado nas empresas. Existem diversas formas de acompanharmos todos os trabalhos realizados em um departamento no seu dia-a-dia, e em virtude disto temos verificado que um sistema integrado po-de contribuir muito para o bom andamento do fluxo de informação relacionando todas as ativida-des que envolvem os processos de manutenção.

Na maioria das vezes o EAM é instalado sem apresentar a visão do todo, na qual irá garantir pa-ra o departamento da manutenção um correto relacionamento com os objetivos da organização, integrando suas atividades com os outros departamentos da empresa considerados interdepen-dentes.

O EAM tem que evitar a ocorrência de pontos fracos típicos de uma organização de manuten-ção, pois mais do que 50% das implementações de EAM operando atualmente não estão atin-gindo os resultados esperados por diversas razões, tais como, falta de objetivos claros; compro-metimento insuficiente de todas as pessoas envolvidas; deficiência de mapeamento dos proces-sos de manutenção; deficiência na estratégia da manutenção; fraca implementação do EAM; gestão de materiais sobressalentes inadequada; planejamento inadequado das ordens de serviço; falta de transparência de custo; falta de indicadores de performance; não existência de “bench-marking”.

Por outro lado, o EAM contribui para o atingimento dos fatores críticos de sucesso, ou seja, a estratégia da manutenção alinhada com as metas da organização; a utilização eficiente dos recursos; a aplicação do processo de melhoria contínua com informações eficazes e relatórios que ve-nham a atender as necessidades dos usuários do sistema.

Para a obtenção do controle dos equipamentos, a empresa deve introduzir um fluxograma de tra-balho com o objetivo de garantir a relação entre as atividades relacionadas com o bom atendimen-to das atividades de manutenção.

O EAM está diretamente relacionado com a atividade do Planejamento da Manutenção. Sendo o planejamento uma função vital como fator chave de sucesso na organização da manutenção, na identificação de todos os recursos necessários para um trabalho e tornando-os disponíveis quan-do o trabalho for executado, o EAM possui uma responsabilidade principal contribuindo com o departamento do planejamento no atingimento deste objetivo.

O EAM integrado forma a base para uma implementação com sucesso, pois previne erros de in-vestimentos; reduz o tempo de implementação do EAM e melhor a capitalização dos investimen-tos anteriores a esta nova realidade. Durante a fase operacional uma implementação eficiente do EAM irá conduzir a um aumento da disponibilidade da planta; aumento da produtividade das pessoas; redução dos custos da manutenção; extensão do ciclo de vida dos equipamentos e um gasto minimizado no atendimento aos requisitos de qualidade e meio ambiente (ISO 9000 e ISO 14000).



Veja Outros Artigos


Governança na Manutenção
O EAM
5´S - Base para a Manutenção Produtiva
Análise de Falha – Causa ou Efeito?
O Ciclo de Vida de um Contrato de Manutenção
GEM – Gestão de Excelência na Manutenção - Uma experiência de aplicação prática na Indústria Química
Utilização dos Indicadores de Desempenho para a Gestão Eficaz das Práticas de Manutenção
Curso de Planejamento / Programação da Manutenção – O Grande Desafio
Grupo Benchmarking Manutenção





+55 (11) 955 008 020 / +55 (11) 984 114 444
jwb@jwb.com.br




web by SiteCommerce.net